Notícia

ACIC Cambé Promoveu Palestra e Debate sobre “Reforma Tributária”

segunda, 28 de maio de 2018
Evento foi realizado de modo gratuito

Um público de mais de cento e trinta pessoas participaram da Palestra e Debate sobre “Reforma Tributária” promovida na última quinta-feira, (25) de maio, pela Associação Comercial e Empresarial de Cambé – ACIC. O evento ocorreu no Lions Clube de Cambé, e foi oferecido de modo gratuito.

Para tratar do assunto com os empresários e demais convidados, esteve presente o relator da proposta de reforma, deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR). Além de todas as informações sobre este projeto que está em discussão na Câmara dos Deputados, os participantes também puderam fazer perguntas ao relator, e tirar dúvidas ao final da palestra, por meio de um debate.

Estiveram presentes no evento o Presidente da ACIC e também Presidente da Coordenadoria das Associações Comerciais do Norte do Paraná - CACINP, Pedro Mazei, o Prefeito da cidade de Cambé, Ze do Carmo (PTB), associados ACIC, especialistas, professores do setor jurídico e empresários de variados segmentos.

Na segunda etapa ouve um debate com a participação dos convidados:

  • Prof. Dra. Taisa Vieira Scripes como moderadora ; Mestre em Direito Negocial com ênfase em Direito e Relações Empresariais. Advogada e Professora Universitária.

  • Empresário Moacir Vieira - Consultor em gestão contábil e controladoria, é fundador e presidente do Grupo Value. Professor Convidado em Contabilidade pelo ISAE/FGV.

  • Dr. Adriano Rodrigues Arriero - Advogado e Consultor na área de Direito Tributário, Aduaneiro e Licitatório - Presidente da Comissão de Direito Tributário da OAB subseção Londrina e Membro do Instituto de Direito Tributário de Londrina.

  • Dr. David Garcia - Advogado e Contabilista. Consultor na área tributária e trabalhista. Representante da Associação dos Contabilistas de Cambé.

No momento do debate o público pode participar enviando suas perguntas via whatsapp, onde foram respondidas as perguntas dentro da possibilidade do tempo disponível previsto no evento.

Conforme o Presidente Pedro Mazei, a questão de reformas sempre são pautas importantes levantadas pelo sistema associativista, em especial, sobre a de tributos que é a mais importante. O mesmo também ressalta que, os empresários precisam entender destas questões para poderem realizar as mudanças necessárias.

“Eu percebo que poucos empresários conhecem este projeto sobre a reforma e que inclusive é algo pouco discutido. Então, este é um momento para ter esse acesso além de poder debate-lo com profissionais que entendem sobre o assunto” afirmou Mazei.

O Prefeito de Cambé, parabenizou a ACIC pela realização do evento e falou da importância dos empresários e demais participantes, discutirem a questão da reforma neste momento.

“Vivemos uma momento ímpar, onde é de extrema importância falarmos sobre o assunto do projeto de reforma tributária”.

O relator da proposta, Luiz Carlos Hauly, também registrou seu agradecimento pelo convite e pela oportunidade de poder falar um pouco a respeito de um assunto tão importante, que ele cita como uma reengenharia tributária.

“Foram cerca de duas horas entre palestra e debate, e tudo foi extremante produtivo. A reforma tributária que queremos simplifica o sistema atual, e precisa ser discutida” explicou o relator.

Entenda mais sobre o projeto e a sua importância

Há décadas uma mudança completa nesse sistema tributário é discutida por outros representantes políticos, mas nada além de modificações mínimas saíram do papel até o momento atual (incrementos no ICMS, criação de contribuições no lugar de impostos, etc).

A Câmara dos Deputados está discutindo um projeto de reforma tributária que, se colocada em prática, diminuiria o número de impostos, aumentaria a tributação sobre renda, facilitando o consumo, e desoneraria, em partes, as camadas mais pobres da população.

Uma modificação no sistema tributário brasileiro é requisitada por várias classes sociais e setores distintos. Para os empresários, o modelo é excessivo e complexo, e contribui para a competitividade dos produtos brasileiros; especialistas em tributos afirmam que a estrutura, proporcionalmente, onera demais os mais pobres, contribuindo para a desigualdade social; e a população sente no bolso quando consome, já que tributamos muito mais o consumo do que a renda.

Confira as fotos do evento

Fonte: ACIC Cambé