Notícia

G-8

quarta, 31 de janeiro de 2018
Paranavaí ganha grupo para fomentar o desenvolvimento econômico da cidade

As principais entidades de fomento do desenvolvimento econômico de Paranavaí se reuniram na tarde desta terça-feira (30) para a formação de um grupo com o objetivo de promover permanentemente ações integradas que estimulem o crescimento do município. Estas entidades vão se reunir mensalmente para discutir estratégias de promoção ao desenvolvimento da cidade.

 

O encontro foi uma iniciativa da Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí (ACIAP), onde aconteceu o encontro de fundação do G-8 (nome provisório do grupo). A proposta é da nova diretoria da ACIAP, conforme anunciou o seu presidente, Maurício Gehlen, em seu discurso de posse.

 

“Temos algumas propostas para nossa gestão. Uma delas, que chamo de G-8, mas pode ser G-9, G-10 ou qualquer outro número, é formar um grupo de entidades de classe que movimentam a economia local, como a Sociedade Rural, o Sindicato do Comércio Varejista, a Associação de Microempresas de Paranavaí e a Sociedade Civil Organizada, para ficar nuns poucos exemplos, com a finalidade de debater os rumos da nossa cidade e seu desenvolvimento econômico, social e político”, discursou Gehlen em sua posse.

 

ENTIDADES - Nesta primeira reunião estiveram representadas o Sindicato dos Contabilistas de Paranavaí (Sincopar), através de Devanir Antônio Zanatta; ACIAP, pelo seu presidente Maurício Gehlen e os vice-presidentes Rafael Cargnin e Márcia Rakoski; Sindicato do Comércio Varejista de Paranavaí (Sivapar), por meio de Edivaldo Cavalcante; Conselho de Desenvolvimento de Paranavaí (Codep) através de Arnaldo Rech; Sindicato Rural de Paranavaí e Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) através de Ivo Pierin Júnior; Sociedade Médica de Paranavaí através do atual e do futuro presidente, respectivamente, Michel Abrão Spigolon e Sérgio Sanches; Associação de Micro Empresas de Paranavaí (Micropar) através do presidente José Donizete Marques e João Paulo Ruvira; e a Sociedade Rural de Paranavaí por seu presidente Mário Hélio Lourenço de Almeida Filho.

 

Anfitrião do encontro, Gehlen disse que a ideia é formar um grupo para pensar em conjunto o futuro econômico de Paranavaí, destacando a necessidade deste grupo já apoiar reivindicações que já estão em curso, como a duplicação da BR-376 entre Paranavaí e Taquarussu (MS) e a implantação do Curso de Medicina em Paranavaí. E que modelo de desenvolvimento a sociedade deseja.

 

“No sábado nossa entidade entregou ao ministro Ricardo Barros (Saúde) um ofício pedindo o seu apoio para a implantação do Curso de Medicina em Paranavaí. Está ótimo, mas já pensaram se já tivéssemos tido esta reunião e o ofício fosse assinado por todas as entidades aqui representadas? Certamente teria muito mais peso”, exemplificou o presidente da ACIAP.

 

Ele disse que a Coordenadoria das Associações Comerciais e Industriais do Noroeste do Paraná (Cacinpar) já está reunindo propostas para serem encaminhadas à FACIAP, a Federação das ACEs, para serem apresentadas aos candidatos ao Governo do Paraná. “Temos que aproveitar esta oportunidade para também mostrar as nossas reivindicações”, disse Gehlen.

 

MOMENTO ÍMPAR - Ainda na introdução dos trabalhos, o presidente da ACIAP asseverou que a cidade tem vocação e potencial na agroindústria, setor metal mecânico e artefatos de cimento. “Temos que estimular todos os setores para potencializar o desenvolvimento econômico do nosso município”, disse o empresário, reforçando que a junção destas entidades formará “uma forte força política classista”.

 

Os presentes acentuaram que será um grande desafio, mas é preciso pensar grande e coletivamente e que a palavra-chave é “atrair”, atrair investidores, atrair consumidores etc.

 

As lideranças definiram o encontro como “um momento histórico da nossa cidade”, já que sempre se pensou em promover este a junção de entidades, mas nunca aconteceu. “É uma luta essencial. É um momento ímpar. Estamos pensando Paranavaí de um modo diferente, sem concorrência e unida”, resumiu o presidente da Sociedade Rural, Mário Hélio.

 

O próximo encontro, já com uma pauta bem definida, vai acontecer no dia 27 de fevereiro, às 14 horas, na ACIAP. O encontro desta terça-feira foi para verificar se as entidades aceitariam formar esse grupo. Como houve aquiescência de todos, os trabalhos começarão a partir da próxima reunião.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Aciap